Arquivo da categoria: Pessoal

MUDEI O DOMíNIO

Caros amigos que visitavam e estão visitando esta página, agora o novo endereço é  http://eoquetempraagora.com/

Repaginamos o blog e aumentamos a qualidade, acessem!

Abraço.

Anúncios

Peste Brasileira

Colonizado por homens cujo as tradições e crenças lhes foram impostas em uma época onde não havia necessidade maior do que aceitá-las.

Uma terra única em que o bem comum era ela por si só.

Peste carregada nos ombros e que foi capaz de impregnar-se na mente, na cultura e no sistema, determinando como seria o futuro deste país!
Socialista sim! Que paradoxo. Buscar incessantemente o benefício próprio, manipulando os seus a pensarem que o acúmulo é pecado e que o dinheiro é sujo.

Quem me dera desfrutar de um sistema capitalista literal, usufruir primeiro e pagar depois, pensar em conjunto, votar com prazer, envelhecer com dignidade e morrer em paz. Quem me dera ser brasileiro de primeiro mundo.

Quem me dera ser ouvido!

Caravela – Google Image

 

Etiquetado , , , ,

“Viver ou morrer, faça sua escolha”

De que me adianta lutar se eu não sei? Grandes batalhas acontecem periódicamente e por vezes é fatal até mesmo para aqueles que sabem, talvez por um deslize, um golpe mal planejado ou apenas cansaço.

Não há nada belo em morrer, em perder. Não me venha com esse papo de morrer dignamente, a morte não é digna! Considero essa desculpa como apenas uma maneira polida de mentir para si mesmo, disfarçando a vergonha intima que tortura e enlouquece.

Não se constrói nada, além de exemplos lamuriosos, com a derrota, isto é, quando ela não contamina os mais fracos, que viam em você alguém mais forte.

Me assusta conviver com tais colecionadores, cuja paixão está em reconstruir e guardar um passado neutro, para não dizer vazio. Não que seja simples vencer,  mas é possível e enquanto houver possibilidade todo fracasso não será nada mais do que escolha própria.

“I wanna play a game. Die or live, make your choice”  – Jigsaw Movie

 

Etiquetado ,

Li esse Livro ontem, vi o Filme hoje e vou jogar o Game amanhã!

Se fosse para resumir em uma única palavra a sensação que eu tenho quando acabo de ler um livro de determinada série, essa palavra seria INSATISFAÇÃO.

Não pelo fato de desgosto ou coisa do tipo, e sim por estar insatisfeito mesmo, de forma literal. Querer mais!

A atualidade permite que os amantes de artes diferentes interajam entre si em relação a um mesmo assunto sem ter, necessariamente, que compartilhar a mesma fonte. Entende? Estou dizendo que existem aqueles que gostam de ler e os que não gostam. Os que jogam vídeo game, os que vão ao cinema e os que são adeptos a tudo.

Talvez no passado cada gosto segmentava os grupos, criando uma distância entre eles e incentivando a alienação de cada qual com seu próprio mundo! Se isso não acontece mais?! Não tenho certeza. Fato é que não preciso mais ler, apenas, O Senhor dos Anéis para conhecer a trilogia. Um DVD soluciona meu problema. Ou quem sabe um download do game da série.

Até que ponto essa acessibilidade é boa? Aí depende, se estivermos falando de nichos de mercado e consumo, ela é fantástica. Culturalmente já não posso afirmar, pois existe a desvalorização do material literário e isso particularmente me incomoda.

Alguns críticos consideram essa conversão como emburrecimento, de fato a leitura tem o seu valor em destaque. Mas havendo equilíbrio e senso crítico somos permitidos oscilar entre a edificação e o ócio.

Eu faço isso e recomendo. rs

The Lord of The Rings – Livro, Filme e Game 

Etiquetado , , , ,

“Pense diferente”

Houve um tempo onde todos pensavam iguais?

Sim! Quando? Sempre! Essa característica básica transcende os anos ou a modernidade. Pessoas, massa, pensavam iguais e continuam pensando. Isso não vai mudar, fico feliz por isso.

A massa não precisa pensar diferente, pois existe quem faça isso por ela, nós – profissionais da comunicação e do marketing. Ofensivo? Talvez, mas quem disse que o mercado se importa, gerar receita é a única regra. O resto é resto!

Quando a Apple criou o slogan “Pense diferente” não foi para dizer essa utopia de forma literal. Na verdade foi uma boa estratégia de marketing, ou seja, pessoas são iguais em todas as suas características básicas, porém ao adquirir um produto Apple estão “agindo, pensando diferente”.

Quer ideia melhor do que essa? Deixar o mundo agir como se fosse exatamente o que você é, alguém criativo!

Não seria nada justo se essa ideia fosse literal, afinal preciso por o pão na mesa. rs

Apple Logo Antiga – Campanha “Think Different”

Etiquetado , ,

Você não faz ideia do que é Publicidade e Propaganda

Aquilo que você vê na televisão, lê em uma revista ou ouve no rádio não é tão simples quanto parece. Não mesmo! Coube a aos comunicadores a função de criar algo complexo e vende-lo de forma simples.

Criatividade, criação, ideias, seja lá como você queira chamar, não é algo que todos tenham, mas que todos podem buscar, aperfeiçoar.

Trabalhar com as emoções do ser humano, ser capaz de envolver e induzir. Dádiva atribuída para aqueles que estudam a ciência da comunicação.

Poder. Graças a belos textos, boas imagens e um magnífico discurso milhões foram levados ao extermínio e uma nação que jazia em problemas e subdesenvolvimento se levanta carregada pelo povo, dominada por um homem.

É claro que não há mérito em vencer a custa de outros, mas não se pode negar o poder de uma comunicação eficaz.

Hitler durante discurso

Etiquetado , ,

Realidade Virtual

Refúgio. Essa expressão conota uma “realidade” feita sob o padrão do que já é real, cujo objetivo de entreter, muitas vezes se perde em meio a necessidade do viciado.

Sim, esse vicio que consome tempo e dinheiro, que não para e mantém-se atualizado.

Esse vicio que traz satisfação, que envolve, preenchendo cada gosto e cada estilo. Limitando as classes.

Tão intenso que  passou a ter controle do tempo, ou melhor, distorceu ele. É capaz de transformar horas, longas horas, em segundos, em milésimos.

Consegue afastar quem esta perto e manter em sintonia os que estão distantes.

Sem levar em consideração a movimentação milionária que existe por trás de tudo isso, cuja meta é manter e aprimorar cada vez mais essa indústria. A indústria dos que são loucos pelo que é legal, loucos pelo que é digital. Loucos por vídeo game!

Final Fantasy -XIII, Gameplay

Etiquetado

In Time – Filme inspirador, reflexão.

Grande responsabilidade tem o ponteiro. Cabe a ele vigiar cada segundo, cujo objetivo é ser promovido em horas.

Já as horas, um tanto tendenciosas, escolhem e oscilam de uma situação a outra para decidir se vão caminhar sobre o tempo ou correr por ele, muitas vezes levando ao desespero aqueles que lutam contra o mesmo.

Estar vivo. Sentir, tocar, saber, criar… Atribuições de uma única necessidade: não ficar para trás, não morrer.

Parece algo simples seguir em frente, esperar. Bom, se algum dia foi assim, esse dia fez questão de se esconder no passado, se é que ele existiu. “Lei da selva”.

Ganância. De uma forma ou de outra temos de admirá-la, pois seus feitos, por mais terríveis e devastadores que sejam, são grandes e memoráveis. E é claro que ela não anda sozinha, não é estúpida, o egoísmo lhe dá suporte.

Em prol desses dois o mundo serve de palco para um público seleto, sentado, aguardando cada novo espetáculo. Para sua sorte existem aqueles que não lutam por seus direitos e se submetem a tudo que lhes é imposto. Não me incluo nessa maioria.

Mas coube ao próprio homem se enquadrar no tempo, tornar-se prisioneiro dele, quando o plano original era dominá-lo.

Agora, sob tal ignorância, nos arrastamos, mendigamos pelo que é nosso por direito, vida! Sim, o principio básico e essencial de todas as coisas, para onde tudo converge.

O ser que se julgava superior aos demais, hoje, corre atrás daquilo que um dia teve em abundância, paz!

Trailer

Etiquetado ,

Filosofia “Matrix”, sei como é!

Hoje era pra ser um dos dias mais incríveis da minha vida, o dia em que eu iria dar o primeiro passo em direção ao mundo que eu criei quando criança. Mas que deixei de lado, pois os mais velhos disseram que os problemas eram maiores que os sonhos. Não são!

Enfim… não aconteceu. As circunstancias decidiram, sem consultar as emoções, que eu não era digno. Digno de viver o “sonho americano”. O que elas não entendem é que quem decide sou eu! Talvez essa seja a razão de doer tanto, saber que mesmo tendo o poder de escolha corro o risco de me frustrar.

Se for pra ser assim, de que adianta falar de liberdade? Aliás, essa ideia não me convence mais, pois massacraram meu sonho pra me mostrar que não existe , sem considerar o que eu pensava a respeito. Não há liberdade!

Passei a acreditar em algo mais complexo, mais elaborado, como uma outra realidade onde existe um controle, de tudo, e dentro desse sistema uma única regra pra reger a vida das pessoas, a minha vida, e a essa regra foi dado o nome de “Mentira”.

Uma mentira contada apenas com fragmentos de verdade, conduzindo-nos a uma sociedade que diz “você é livre”, sem perceber que a contradição dessa ideia é a própria maneira de viver. Quem sabe algum dia essas coisas mudem, para pior é claro, e talvez eu reaja. Ou pelo menos tente me enganar, como fiz agora, só para fugir da responsabilidade de ter que decidir.

Etiquetado

Queria que o mundo soubesse!

Pare de se preocupar e finjir que se importa. E se fosse pra perguntar eu perguntaria: Porque as coisas que você diz não estão em harmonia com as que faz? Talvez porque você prefira viver nessa perfeição utópica, escondendo-se daquilo que “não te afeta” mas que afeta os outros, escolhendo o mais fácil só pra não dificultar a satisfação do seu egoísmo e por fim abandonar o barco. Considerar isso covardia é pouco. Ou então o paradoxo esteja certo ao considerar que pra ser covarde é preciso coragem. 
E ,sim, as vezes racionalizar a dor vem a ser o único meio de conviver com ela, deixar de odiá-la e passar a sentir, criar uma amizade incomum. Ser amigo do sofrimento e permitir que a felicidade, um tanto quanto tímida, venha nos visitar de tempo em tempo e assim formar um trio, onde tudo pode ser intenso e ao mesmo tempo equilibrado. Mas na verdade o balanço das coisas pouco importa, pois os momentos ruins e os bons virão outra vez, sendo assim basta viver, consciente de que os sonhos e as oportunidades não virão só, a frustração fica encarregada de acompanha-los.
Caso duvide pergunte a alguém que ainda acredita, apesar do risco considero uma grande virtude, acreditar. Parece que a vida não vai além das pessoas, que o único motivo pelo qual se atribui valor a ela, são os outros. Aqueles que se amam, que se querem perto, que se fazem bem mesmo fazendo mal.
Assim estarei conhecendo, amando, e ,mesmo que não seja permitido, até odiando, e quando for a hora, deixar-se levar, aceitar… E por fim morrer levando no peito as perguntas nunca respondidas e os conflitos que ninguém entendia, nem mesmo eu.

Image